sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O cemitério perdido (de Jeep)


As duas fotos acima são de um cemitério de Jeeps 1/4 ton, tiradas por volta de 1960 em Pusan , na Coréia do Sul. Sim, são sobras de guerra, mas certamente existem ali sucatas vindas das bases americanas do Japão, Coréia, Filipinas, pós Segunda Guerra e Guerra da Coréia.

Dá vontade de chorar, em saber que esses cemitérios não existem mais, pelo menos não com essa quantidade e qualidade de restos de Jeep. O que não valeriam hoje todo esse monte de aço militar? A foto acima é em Okinawa, no Japão, tirada em 1949, assim como a de baixo, onde pode-se visualizar junto com restos de Jeep 1/4 ton uma carcaça de Dodge Command Car.
Não sei se com alguns é assim, mas eu me sinto bem no meio de tanta ferrugem, cheiro de graxa e óleo velho, passaria dias ali fuçando nas finadas viaturas sem nem ver o tempo passar.


3 comentários:

  1. Excelente postagem!
    Ver um cemitério de Jeeps é uma sensação indescritível... misto de orgulho e tristeza ao mesmo tempo.

    André

    ResponderExcluir
  2. Verdade, dá vontade de chorar e, ao mesmo tempo, estar lá. Passaria horas e horas...

    ResponderExcluir
  3. eu fazia motor e caxa e diferencial e botava na trilha véia pau véio comendo kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

 
Site Meter